Mar 01 2012

Familia Amigoviana

O movimento laical amigoniano - MLA - surge como una associação internacional pública aprovada pela Igreja como tal em 2002 que já vinha funcionando como “grupos amigonianos” participando do carisma e missão das terciárias capuchinhas.

Este movimento - MLA - se insere na grande família amigoniana formada por todas as pessoas simpatizantes, colaboradores e/ou colaboradoras que se comprometem a viver sua vida cristã desde o carisma de Luis Amigó junto com as duas Congregações fundadas por ele: Terciárias Capuchinhas da Sagrada Família e Terciários Capuchinhos de Nossa Sra. das Dores, respondendo assim o sentir da Igreja que nos convida a compartir e enriquecer os carismas que o Espírito dá para o bem comum.

Identidade

Os leigos amigonianos são cristãos chamados pelo Espírito a partir de sua vocação secular a seguir a Jesus Cristo segundo o estilo do padre Luis Amigó.

O modelo de vida é a família de Nazaré e como ela vivem em atitude de amor compartido, co-responsabilidade, alegria e serviço testemunhado com a vida, o amor a Deus e aos irmãos.

Mission

O compromisso apostólico é uma das fortes exigências da condição dos leigos amigonianos. Acolhendo o chamado universal à santidade tornam presente a Jesus Cristo nas realidades sociais que vivem, participando ativamente namissão evangelizadora da Igreja desde sua condição de batizados.

No contexto sócio, político onde se encontram, como “Zagais do Bom Pastor” expressam com sua conduta as atitudes do amor misericordioso de Deus, como nos propõe Luis Amigó, especialmente com os mais pobres, entre eles as crianças e jovens, a defesa da justiça, dos direitos humanos e sendo construtores de paz em seu próprio ambiente familiar e social.

Espiritualidade

Inspiram e alimentam sua espiritualidade na Palavra de Deus meditada diariamente, na freqüência aos sacramentos, no amor à Virgem Maria, na doutrina da Igreja, desde a espiritualidade franciscana-amigoniana,

Todos os membros da família: homens, mulheres, crianças,são acolhidas no MLA:

Cada grupo vive seus compromissos de acordo com sua idade e possibilidades.

A uniao faz forçar

Por quê não unir nossos sonhos, projetos e esforço para ser testemunhas de Jesus no mundo?